Accueil du site > autres > Bolivianos querem referendo para decidir sobre a Alca

Bolivianos querem referendo para decidir sobre a Alca

, par Josefina Gamboa

O Movimento Boliviano de Luta contra a Alca, recentemente formado por mais de 200 organizações civis do país, pediu o passado dia 6 de junho, um referendo para que os bolivianos possam decidir sobre a adesão ou não do país ao tratado de livre comércio proposto pelos EUA.

A organização, criada na semana passada na cidade de Cochabamba em uma reunião de 234 entidades, quer que o governo se abstenha de aderir à Alca, e que o executivo deve consultar a população e convocar um referendo.

Para pressionar pela consulta popular, o Movimento antiAlca se propõe a conquistar o respaldo de mais de mil organizações populares e outras organizações que se pronunciaram contra o projeto estadunidense e pediram o referendo.

O movimento, a cargo das confederações de trabalhadores fabris, professores, camponeses, ambulantes, estudantes e intelectuais, anunciou também uma campanha de informação sobre os efeitos negativos da entrada da Bolívia na Alca e a criação de um grupo técnico de acompanhamento das negociações internacionais sobre o tema.

Colocou-se igualmente a tarefa de elaborar uma proposta alternativa de integração hemisférica que responda às necessidades e interesses dos povos latino-americanos.

É necessário, segundo o movimento, "desenvolver e sistematizar propostas concretas para mostrar que é possível outra integração comercial das Américas, diferente da Alca", mediante acordos que "devem garantir o direito dos países de tomar as medidas que sejam necessárias para fortalecer a produção interna e melhorar a qualidade de vida de seus habitantes".

www.vermelho.org.br

SPIP | | Plan du site | Suivre la vie du site RSS 2.0